Ajude nos com sua doação

Translate

Críticos chamam Katy Perry de exagerada.



Críticos detonam Terceiro álbum de Katy Perry, Teenage Dream "ela peca no exagero".

Katy Perry não se cansa de afirmar que se esforça para ser vista como a artista pop em que se transformou. "Estou em uma peregrinação", afirmou ao "New York Times".

Mas essa luta, às vezes, é tão intensa que chega a ser forçada. Katy, com a melhor das intenções, peca no exagero. É exatamente esse o problema de "Teenage Dream", seu terceiro álbum, o segundo sob o nome Katy Perry (antes ela se chamava Katy Hudson), lançado no dia 30 de agosto no Brasil.

O primeiro single do disco California Gurls, é uma ode às garotas californianas, que segundo Katy "são tão quentes que vão derreter seu picolé". Esse é só um entre dezenas de trocadilhos infames de "Teenage".

Outro que fez a cabeça dos fãs foi o engraçadinho "I wanna see your peacock, cock, cock" (Eu quero ver o seu...), fazendo trocadilho com as palavras "peacock" (pavão) e "cock" (pênis) em inglês.

Sem cerimônia, Katy simplesmente incorporou todos os elementos que a tornaram famosa há dois anos --o escândalo, as roupas de pin-up, as letras sacanas e desbocadas.
Seus fãs, os mesmos que enlouqueceram com "One of the Boys", vale dizer, continuam adorando suas letras. Mas para quem procura um pop um pouco mais "sacado", pode faltar conteúdo.

A produção do álbum também soa exagerada, com um vocal quase robótico. Katy parece incansável na busca pela perfeição. Em "ser aquela pin-up no pôster". "Nós seremos jovens para sempre", anuncia Katy no segundo single do disco, que também recebeu o nome "Teenage Dream".

E eles completam: "Mas o sonho vendido por Katy não é eterno. É tão descartável que será esquecido assim que o próximo hit do verão aparecer. Se o que Katy quer é ser memorável, está indo pelo caminho errado."

Categories: , Share

Leave a Reply