Ajude nos com sua doação

Translate

O caos devido ao mau tempo começa a ser resolvido na Europa.


Por Michael Roddy
LONDRES (Reuters)


Os serviços aéreos e ferroviários começaram a se normalizar nesta quarta-feira na Europa, mas os problemas causados pelo gelo e a neve nos últimos dias continuam afetando partidas e chegadas na movimentada semana do Natal.
Os problemas geraram um debate sobre a necessidade de leis que obriguem os aeroportos a lidarem de forma mais eficiente com questões climáticas. Siim Kalllas, comissário (ministro) europeu de Transportes, propôs que os aeroportos tenham que oferecer um nível mínimo de infraestrutura de apoio aos passageiros nessas situações.
Os importantes aeroportos de Heathrow (Londres) e Frankfurt (Alemanha) disseram em seus sites que as operações estão se normalizando após os transtornos que afetaram dezenas de milhares de passageiros.
Wolfgang Prock-Schauer, executivo-chefe da companhia aérea BMI, subsidiária da Lufthansa, acusou a BAA, empresa que administra o Heathrow, de despreparo.

"O que é realmente incrível é que 10 centímetros de neve tenham fechado o aeroporto durante dez dias e que então ele tenha operado com um terço da capacidade", afirmou ele ao jornal Times. "A BAA não estava preparada. Ela não tinha suficiente fluido de degelo."
A BAA, que pertence à espanhola Ferrovial, negou que tenha havido falta de fluido, e afirmou que lições serão aprendidas. Mas acrescentou: "Esse foi um mau tempo sem precedentes, que fechou a maioria dos aeroportos do norte da Europa".
Heathrow deve operar 800 voos na quarta-feira, cerca de 70 por cento de um dia normal, mas continuou aconselhando as pessoas a não chegarem ao aeroporto se não tiverem voos confirmados. "Esperamos que até o final do dia estejamos com a operação plena".
A British Airways informou que, atendendo à orientação da BAA, irá operar apenas um terço da sua escala normal no Heathrow até as 6h de quinta-feira.
O aeroporto de Frankfurt, maior da Europa, que na segunda-feira fechou totalmente, voltou à sua capacidade plena nesta quarta. Mas um porta-voz disse que ainda há um acúmulo de 3.500 passageiros, inclusive cerca de 600 que passaram a noite em camas de campanha no aeroporto.
A Deutsche Bahn, empresa que administra as ferrovias alemãs, decidiu reforçar seus serviços até o dia 31, para atender ao aumento da demanda devido às restrições aéreas.
A Eurostar, que opera o trem de alta velocidade entre Londres, Bruxelas e Paris, também deve se normalizar, mas pediu aos passageiros que só cheguem às estações uma hora antes do embarque, para evitar aglomerações.
Nove das 52 partidas previstas para quarta-feira devem ser canceladas, mas a empresa disse que teria como realocar os usuários.
Embora os transtornos já sejam menores, muitos passageiros continuam indignados. "Era para serem as férias da nossa vida," disse à SkyNews um homem que pretendia embarcar com a mulher em Heathrow. "E é um pesadelo."
(Reportagem adicional de Michael Holden em Londres e Erik Kirschbaum em Berlin)

Categories: Share

Leave a Reply