Ajude nos com sua doação

Translate

Com Rodrigo Santoro, 'Meu país' será exibido neste sábado em Brasília

Paulo José, Cauã Reymond e Débora Falabella também estão no elenco.
Uma semana após participar do FBCB, filme estreia em circuito nacional.

Cenas de 'Meu país', que será exibido neste sábado no Festival de Cinema de Brasília (Foto: Divulgação) 
Cenas de 'Meu país', que será exibido neste
sábado no Festival de Brasília (Foto: Divulgação)
O diretor André Ristum cresceu na Itália e, aos 17 anos, resolveu conhecer o país de onde seus pais saíram na metade da década de 60. “O Brasil sempre foi um mito distante. Chegavam discos do Brasil, produtos alimentícios. Cresci cercado pela relação de saudade dos meus pais e dos amigos deles com o país”, diz o diretor, que atualmente mora em São Paulo.
A experiência de retorno às origens é semelhante à vivido por Marcos, o protagonista do primeiro longa de ficção de Ristum. Com Rodrigo Santoro, Cauã Reymond, Débora Falabella, Anita Caprioli, Paulo José e Nicola Siri no elenco, “Meu país” será exibido neste sábado (1) no  44º Festival de Brasília de Cinema Brasileiro.
Na próxima sexta-feira (7), o filme estreia em circuito nacional.
“O personagem faz uma viagem que é um resgate das próprias raízes, que é mais ou menos o que fiz em determinado momento da minha vida. O filme trata dessa sensação de ser estrangeiro em seu próprio país, sobre essa sensação de não pertencimento. Sempre fui o brasileiro na Itália. Quando cheguei aqui, virei o italiano”, conta o diretor.
O que motiva Marcos, interpretado por Santoro, a voltar ao Brasil é a morte do pai. Com o retorno, ele se vê forçado a conviver com um irmão que conhece pouco, Reymond, e com a descoberta de uma irmã portadora de deficiência intelectual, vivida por Débora Falabella.
Ristum já foi premiado em edições anteriores do festival com curtas e diz que está com uma boa expectativa sobre a recepção de “Meu país”. “Quem realmente manda no festival é o público, né?”, brinca o diretor.
Completam a programação da mostra competitiva neste sábado os curtas “Sambatown”, de Cadu Macedo; “Menina da chuva”, de Rosaria; “Sobre o menino do rio”, de Felipe Joffily e “Imperfeito”, de Gui Campos.
Além da exibição dos filmes da mostra competitiva, o FBCB tem debates com cineastas, oficinas, shows e mostras paralelas, uma dedicada para crianças. A programação completa e os horários de exibição podem ser consultados na página do festival.

Fonte: G1

Categories: Share

Leave a Reply