Ajude nos com sua doação

Translate

Tributo a Michael Jackson vai acontecer, apesar de reveses

LONDRES (Reuters) - Um concerto em homenagem a Michael Jackson vai seguir adiante no País de Gales neste fim de semana, apesar de desentendimentos entre os irmãos do astro falecido, uma reação contrária de fãs, a retirada de último minuto de uma das atrações principais e o fato de ainda haver ingressos não vendidos.
Chris Hunt, diretor da Global Live Events, que está organizando o show "Michael Forever," marcado para sábado em Cardiff, admitiu que os preparativos têm sido complicados, mas atribuiu algumas das manchetes negativas a "desinformação."
"Nunca em toda minha carreira eu estive em uma situação em que tantos boatos falsos emergiram, aparentemente do nada," disse Hunt à Reuters em entrevista por telefone.
Ele negou os relatos de que os organizadores teriam se desentendido com os herdeiros de Jackson e disse que desentendimentos são comuns em famílias grandes como a do "Rei do Pop," especialmente quando ela vive sob os holofotes da mídia.
"Vai ser um evento enorme e espetacular," disse Hunt, falando do show no Millennium Stadium, onde haverá lugar para mais de 60 mil pessoas.
Participarão do concerto Marlon, Tito, Jackie e La Toya, irmãos de Michael Jackson. Será a primeira aparição em público ao vivo de La Toya em quase 20 anos.
Está prevista também a presença de Katherine, a mãe de Jackson, seus três filhos e vários outros familiares.
Mas os irmãos Jermaine e Randy criticaram o show porque coincide com o julgamento em Los Angeles do médico de Michael, acusado de homicídio culposo (sem intenção de matar). Janet Jackson se negou a participar, citando a mesma razão.
O cantor de "Thriller," um dos artistas mais bem-sucedidos mas também mais problemáticos da era pop, morreu em 2009, aos 50 anos, enquanto ensaiava para uma série de shows que marcariam seu retorno aos palcos.
Especialistas nos Jackson disseram que desentendimentos como esses são comuns na família famosa, mas não ajudarão a dar mais prestígio ao concerto, aos olhos do público.
As divergências na família não vêm sendo os únicos obstáculos enfrentados por Chris Hunt e sua equipe.
Em setembro alguns sites de fãs reclamaram devido a relatos de que os preços de ingressos tinham sido reduzidos em uma oferta de 2 por 1 que não se aplicava aos ingressos já adquiridos.
Um mês antes, um grupo de 35 fã-clubes fez lobby para o concerto ser cancelado em função de preocupações que iam desde seu timing até confusões sobre doações para caridade.
Hunt disse que uma parcela dos lucros irá para duas instituições de caridade ligadas a Michael Jackson --o Projeto Aids Los Angeles e a Fundação de Prince.
Além de membros da família Jackson, devem apresentar-se no show Christina Aguilera, Cee Lo Green, Gladys Knight, Smokey Robinson e os astros britânicos Leona Lewis, Alexandra Burke, JLS e Diversity.
Beyonce vai aparecer em vídeo.
"Será uma noite da família Jackson," disse Hunt. "Acho que será uma noite de muita emoção. Katherine Jackson e as crianças estarão em muita evidência."

Categories: , , Share

Leave a Reply