Ajude nos com sua doação

Translate

Médicos tentaram reanimar rainha em SC durante uma hora, diz hospital

Cooperativa médica afirma que rainha foi medicada e teve parada cardíaca.
Izabel Hoffmann, 17, morreu de embolia pulmonar, segundo laudo parcial.


Rainha de Biguaçu, Izabel Hoffmann, 17 anos, morreu neste sábado (5) após passar mal em casa (Foto: Divulgação/Secretaria de Cultura e Turismo de Biguaçu) 
Rainha de Biguaçu, Izabel Hoffmann, 17 anos,
morreu no sábado (5) após passar mal em casa
(Foto: Divulgação/Secretaria Municipal de Cultura e
Turismo de Biguaçu)
 
Médicos tentaram reanimar a rainha da cidade de Biguaçu (SC), Izabel Hoffmann, 17 anos, durante uma hora no núcleo de atenção à saúde da cooperativa médica onde ela foi atendida na madrugada do sábado (5). Segundo a Unimed Grande Florianópolis, laudo parcial aponta que a jovem morreu de embolia pulmonar bilateral.
A jovem foi internada após se sentir mal em casa. Ela era dona da faixa de rainha da cidade, cuja eleição é feita anualmente durante a BigFest, evento que comemora o aniversário do município.
Segundo nota oficial da Unimed, a jovem foi internada às 3h15 do sábado no núcleo de atenção à saúde da cooperativa médica no Kobrasol sentindo dores abdominais e náuseas. “A paciente foi medicada e ficou em observação”, diz a Unimed.
Às 5h10, ainda conforme a cooperativa médica, Izabel sofreu inesperadamente uma parada cardiorrespiratória e foi submetida a manobras de reanimação durante uma hora, sem sucesso.
Laudo parcial do serviço de verificação de óbito indica que a causa da morte foi uma tromboembolia pulmonar massiva -a obstrução das artérias dos pulmões por coágulos, que pode resultar em morte súbita, diz a nota.
A Unimed diz também em nota que a jovem foi medicada com dipirona, escopolamina, metoclopramida e ranitidina. Os medicamentos foram ministrados para as dores abdominais e náuseas, diagnóstico da jovem.
Segundo a Unimed, nenhuma dessas medicações provoca embolia pulmonar massiva e são comumente utilizadas nos serviços de Pronto Atendimento e nas Emergências.
A morte de Izabel se transformou no principal assunto nas rodas de conversa na cidade por conta da beleza da jovem e da pouca idade que tinha. Ela participaria da festa de sua formatura do ensino médio no dia 16 deste mês.
De acordo com Douglas Borba, secretário de Cultura e Turismo de Biguaçu, Izabel começou a passar mal em casa, com dores abdominais. Ela passou por atendimento médico e recebeu medicação para dores pela veia.
"Ela ficou internada durante a noite toda. De repente, ela sofreu uma parada cardíaca do nada. Até aquele momento, ninguém sabia o que poderia ter causado isso. Foi uma surpresa triste para todos, pois ela era muito bonita e tinha um grande futuro como modelo", disse Borba.

Fonte: G1

Categories: Share

Leave a Reply