Ajude nos com sua doação

Translate

Criador da moeda europeia diz que zona do euro já nasceu com problemas

Jacques Delors (AFP/arquivo)
Delors foi presidente da Comissão Europeia entre 
1985 e 1995
Um dos principais arquitetos do euro, Jacques Delors, afirmou que a zona do euro apresentava problemas desde o início.
Em entrevista ao jornal britânico Daily Telegraph, Delors afirmou que a falta de poderes centrais para coordenar políticas econômicas permitiu que alguns países membros contraíssem dívidas insustentáveis.
O ex-presidente da Comissão Europeia afirmou que a crise de dívidas que atinge vários países membros da zona do euro não vem da ideia de uma moeda única, mas de uma problema na execução da ideia pelos líderes políticos que supervisionaram o lançamento da moeda.
Segundo Delors, estes líderes fecharam os olhos para os pontos fracos e desequilíbrios fundamentais entre as economias dos países membros.
"Os ministros da Economia não queriam ver nada desagradável, algo que teriam que enfrentar", disse o francês de 86 anos.
Como presidente da Comissão Europeia entre 1985 e 1995, Delors teve um papel decisivo no processo de lançamento do euro.
Delors insiste que todos os países europeus precisam dividir a culpa pela crise de dívidas. A crise levou muitos a temerem pela sobrevivência do euro.
"Todos devem examinar a própria consciência", disse.

Falta de visão

Na entrevista, Delors criticou a reação da atual geração de líderes da União Europeia.
O ex-presidente da Comissão Europeia destacou a "combinação de teimosia da ideia alemã de controle monetário com a falta de uma visão clara de todos os outros países".
O correspondente da BBC em Bruxelas Chris Morris afirmou que os comentários de Delors foram divulgados antes de uma semana importante para a zona do euro.
Na sexta-feira, a chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou que a Europa está trabalhando para estabelecer uma "união fiscal", em um esforço para impor a disciplina orçamentária dos membros.
Merkel e o presidente da França, Nicolas Sarkozy, pediram mudanças nos tratados da União Europeia.
Os dois devem se reunir na segunda-feira, para fechar propostas em conjunto que serão apresentadas a líderes europeus na próxima semana.

Fonte: BBC Brasil

Categories: Share

Leave a Reply