Ajude nos com sua doação

Translate

Ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela é internado, diz governo

Mandela, de 93 anos, está com dor abdominal, segundo presidência.
Médicos decidiram pela internação devido à frágil saúde do ex-presidente.



O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela celebra seus 93 anos, rodeado por familiares, nesta segunda-feira (18) em Qunu (Foto: AP/Peter Morey Photographic)O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela durante celebração de seus 93 anos, rodeado por familiares (Foto: AP/Peter Morey Photographic)

O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, de 93 anos, foi internado neste sábado (25) para tratamento de uma dor abdominal, informou a agências internacionais Mac Maharaj, porta-voz do atual presidente sul-africano, Jacob Zuma.
A equipe médica que cuida de Mandela decidiu pela internação para a realização de exames detalhados, devido à frágil saúde do ex-presidente sul-africano. A nota do governo não informa onde Mandela foi internado e nem as causas da dor.
A assessoria do presidente Jacob Zuma informou ainda que “deseja rápida recuperação de Mandela e o amor e a boa vontade de todos os sul-africanos e pessoas de todo o mundo”. Ele também pediu que fosse respeitada a "privacidade de 'Madiba' e sua família durante esse período". Na África do Sul, Mandela é conhecido pelo apelido de Madiba.
"Não posso fazer mais comentários, mas posso assegurar que o ex-presidente está de bom humor e se sente bem", declarou o porta-voz da presidência, Mac Maharaj, ao canal de notícias e-news. "Não quero entrar em detalhes porque queremos preservar a intimidade da família do presidente Mandela e evitar os rumores."
Um porta-voz do Congresso Nacional Africano (ANC, em inglês) disse que a entrada de Mandela no hospital era prevista e que não envolveu nenhuma cirurgia.
A saúde do líder da luta contra o apartheid já criou temores no país quando ele foi hospitalizado no início do ano passado devido a uma aguda infecção respiratória. Desde então, ele não tem aparecido em público, passando o tempo entre Johanesburgo e a aldeia de Qunu, no Cabo Oriental.
Preso durante 27 anos pelo regime racista do apartheid e ganhador do Prêmio Nobel da Paz em 1993, foi eleito em 1994 primeiro-presidente negro da África do Sul nas primeiras eleições multirraciais do país. Aposentou-se em 1999 depois de um único mandato.
Mandela é alvo de um verdadeiro culto em seu país, onde sua imagem e citações são onipresentes. Várias avenidas têm seu nome, suas antigas moradias viraram museu e seu resto e nome aparecem em todos os tipos de recordações para turistas.
O presidente Zuma anunciou em 11 de fevereiro que uma nova série de cédulas com sua efígie será colocada em circulação antes do final do ano.


Fonte: G1

Categories: Share

Leave a Reply